O fórum tem o objetivo de trazer conhecimento e aprendizado a pessoas de diversas idades, com ajudas mútuas e gratuitas dos membros do grupo.


    Como tirar 1000 na Redação do ENEM

    Compartilhe

    Letty
    Admin

    Mensagens : 5
    Data de inscrição : 23/10/2016

    Como tirar 1000 na Redação do ENEM

    Mensagem por Letty em Ter Dez 13, 2016 1:31 pm





    Como tirar 1000 na Redação do ENEM:


    >tópicos
    >minha redação: http://pastebin.com/XRNKmd2B

    >1. Comece seu texto com uma visão geral do assunto. Bem geral mesmo. O primeiro parágrafo só serve pra você contextualizar o tema. Por exemplo, o tema é lei anti fumo. Tu pode colocar "É consenso, na comunidade científica atual, os danos irreversíveis que o fumo compulsivo causa na saúde humana". Aí tu escreve mais sobre esses problemas.
    Eu SEMPRE comecei TODOS os meus textos com: "Na sociedade contemporânea, discussões visando o assunto [tema da redação] são sempre polêmicos...". E aí contextualizo o assunto. Use variações disso, como "Na sociedade vigente, sabe-se que...". Outro exemplo: "É consenso, em meio às comunidades sócio-políticas atuais, a precariedade no sistema educacional brasileiro..." aí tu discorre sobre o sistema em geral.

    >2. Abuse do SE. No lugar de escrever "as pessoas compram", escreva: "compra-se", "nota-se", "percebe-se" "gasta-se".

    >3. DÊ UM JEITO de enfiar um filósofo no seu texto, 1 parágrafo antes da conclusão. Isso aqui é uma competência de correção e aumenta uns 200 pontos na sua nota, não é brincadeira. Se não for um filósofo, procure algo de outra disciplina, pode ser uma fórmula física escrita por extenso, seilá. O que importa é tu mostrar conhecimento de outra área específica. É mais fácil encaixar filósofos, mas fica a seu critério. Alguns caras pra você pesquisar e botar a ideia deles no seu texto:
    - Hans Jonas (tem uma visão ótima sobre sociedade sustentável, dá pra meter esse cara em 90% dos assuntos, seja economia, igualdade, estado islâmico, seja o que for.)
    - Conceito grego de isonomia: diz que todos os cidadãos são iguais perante a Lei. Isso é ÓBVIO, mas só de você citar o conceito e dizer que é grego, já dá uma paudurecida no cara que corrige sua redação.
    - O texto da Caverna de Platão. Sair da caverna e ir para a luz significa sair da zona de conforto. Isso pode se aplicar a 90% dos temas também, por exemplo, o tema é "Bolsa família": "sendo uma medida imediatista, dificilmente conseguirá manter seu nível e continuar solucionando o problema das populações carentes. Parafraseando Platão em seu texto "A alegoria da caverna", o governo deveria sair da caverna, de sua zona de conforto, buscando medidas que apresentem-se eficazes a longo prazo. Entretanto, como a conscientização do Governo é algo utópico na prática.... etc etc etc".
    Mais alguns aqui: http://desconversa.com.br/redacao/cliches-nao-citacoes-sim-11-citacoes-interessantes-para-argumentos-de-autoridade-que-deixarao-sua-tese-mega-consistente/
    Os 3 que falei já cobrem uns 80% dos temas. Mas vale a pena tu dar uma olhada nesses outros, e escolher mais uns 2 pra memorizar.

    >4. NUNCA use "Na minha opinião", "eu acho que...". Na verdade, NUNCA coloque algo em primeira pessoa no seu texto. Não importa se a redação quer o SEU ponto de vista. No lugar, use "É nítido que..", "Facilmente, constata-se que.." "É consenso, no meio do capitalismo, que..." "Dados os fatos aqui apresentados, logicamente conclui-se que..." "Nota-se..." "Indubitavelmente...".
    4.1 O mesmo serve para a proposta de intervenção, na conclusão do texto. Não use "na minha opinião...". Use algo como: "Dado o contexto, uma medida viável seria...", "Uma medida plausível e prática seria...", "Diante desta situação, tomar medidas drásticas torna-se necessário.".
    4.2 NÃO USE PRIMEIRA PESSOA NESSA PORRA! (só pra lembrar.)

    >5. Você pode e deve usar as informações dos textos-base que vão te dar. Mas use como se eles não estivessem lá. Use-as como se você já soubesse daquilo e cite a fonte.

    >6. Avalie, ao decorrer do texto, argumentos contra e à favor do assunto em questão. Mas isso depende do assunto. Faça isso em assuntos que geram discussões bilaterais, onde sempre vai ter umas pessoas a favor, e outras contra. Exemplo: aborto, bolsa família, eutanásia, maioridade penal, etc. Mas lembre-se que da metade do texto pro final, você deve deixar bem claro qual lado você apoia/defende. Mostrar os 2 lados da moeda demonstra teu conhecimento acerca do assunto.

    >7. Se o assunto tiver o contexto no Brasil, você vai sentir uma enorme vontade de dizer na conclusão "o governo deve tomar medidas blábláblá". Não faça isso. Geralmente é impossível o governo federal tomar medidas. Você deve propôr algo real. Quando é no Brasil, costumo dizer isso mesmo, que o Governo não pode fazer nada, e que medidas locais e regionais devem ser tomadas, como palestras nas escolas etc etc pra formar um cidadão consciente desde pequeno. Proponha medidas REAIS e que poderiam ser feitas na prática.
    7.1 Na conclusão, qualquer derivação de "uma solução seria a conscientização da população..." vai praticamente zerar sua nota nesta competência.

    É tipo uma fórmula. Tenha argumentos e use isso que é 1000% na certa.
    [/b]

    Contribuidor: Eike Martins[/size]

      Data/hora atual: Seg Jun 26, 2017 3:51 pm